Nunca…

Nunca…

Não permaneça assim,

Nem hoje e nem nos próximos

Mil anos de sua Vida.

Sabes que Tenho presença

Eu tua vida mesmo tão longe,

E que nada me Fará lhe esquecer

Nem achar que você não Existe…

Tuas lagrimas que deleitam o rosto,

Triste e Amargurado,

Eu cuido de não caírem

Por que eu sei o valor

Que tens tu, figura Única em vidas

Que não descobriram ainda o valor de um amor…

…Amor esse que Tu sabes como

Tratar, e Se fazer Presente quando

O Obscuro permanecer pelo trilho,

Caminhas junto dos que Te quer bem,

E assim consegues saciar a mais simples

Vontade do mais Indiferente homem.

Eu te Amo por que lhe sei assim,

E não é de outra forma que farei uma imagem

Inútil para me fazer satisfeito,

Nunca terei outra forma

De Anunciar teu Chamar

Por que tu és única e Presente.

Quando lhe Quero dentro daquele

Que te guarda incomparavelmente

A cada Aurora, que é vista belamente.

Edson Pedro’

3 comentários sobre “Nunca…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s