Nota

Incrível…

Incrível como você tem a capacidade de sempre aparecer no lugar e na hora errada. Incrível como você parece esquecer das coisas e parece fingir que está tudo bem de novo, né?? Mas como se esquece das coisas tão fácil assim? Me ensina!

Eita 2016…

Eita 2016…

Eita 2016 o que danado tu vai me trazer, hein? Devo confessar que tô bem curiosa😛 E 2015 não foi bem o que eu pensei, em alguns aspectos pelo menos. Sei que o novo ano somos nós que temos que correr atrás e fazer dele nosso de verdade, mas uma ajudinha do universo cai bem. Aprendi mais um milhão de coisas de novo, errei em outras e já entrei em 2016 errando, porque é assim mesmo e tem muita coisa pra aprender ainda.

Fico me perguntando se 2016 vai me trazer um novo amor, um amor calmo, companheiro, bonito e cheio de coisas boas. E se eu irei esquecer de vez de outras coisas ruins dos anos passados…:/ Vou confessar mais uma vez que eu achei que iria esquecer num passe de mágica, mas e quem disse que eu esqueci? Parece um CD arranhado que fica tocando a mesma música.

Espero criar novas experiências com pessoas diferentes e, talvez, em situações iguais. Criar novos pontos de referências, novas amizades, novas paixões (sim, porque amor não se cria facinho assim) e tantas outras coisas. Que 2016 seja repleto de aprendizado, conquistas e perdas, amor, saúde… E essas coisas que todo mundo deseja a cada novo ano que se inicia.

 

Um feliz ano novo bem atrasado, gente😛 o/

E lá vem isso de novo…

E lá vem isso de novo…

Mais uma noite que eu não paro de pensar e não consigo pegar no sono. Fico tentando encontrar o objetivo da minha vida, procurando saber realmente no que sou boa, no  que eu sei fazer e se sei fazer alguma coisa. Me sinto perdida, totalmente perdida.:/

É como se eu não tivesse um lugar no mundo, como se eu fosse partir desse mundo sem deixar nada de bom, sem contribuir em alguma coisa. Tenho o Maria Bonita Blog, mas toda vez que eu posto e pouquíssimas pessoas dão ouvidos, me sinto um nada, um ser que diz uma coisa, mas ninguém quer/precisa escutar. Como se eu não tivesse propriedade alguma pra falar daquilo, mesmo eu tendo estudado aquilo.

Essa sensação é horrível, eu achava que nunca mais iria sentir isso na minha vida. Sensação horrível! Cá estou eu estudando pra cálculo 2 e de repente não me lembro das regras, da matemática básica e não consigo concluir uma simples questão. Nem ao menos consigo produzir algo pro blog, o coitado. Sentimento de pura incapacidade…

Só queria que isso fosse embora. Eu tava muito bem antes disso. Deus me ajude e me guie, porque eu me sinto perdida.

Oi 2015! Voltei!

Oi 2015! Voltei!

Cá estou de volta ao meu aconchego… Senti falta de escrever coisas aqui, mas ultimamente não tenho me inspirado tanto. Pelo menos até agora e é incrível o que certas conversas podem realizar. O ano de 2015 já se encontra no meio e nada falei sobre ele, nada disse sobre o quão feliz ele está sendo. Apesar das coisas ruins que aconteceram nos primeiros meses, esse ano está sendo o ano das novas descobertas, das novas amizades e da união de outras.

Aaah, 2015… No meu último texto eu tinha pedido que esse ano fosse cheio de coisas boas, que eu pudesse aproveitar o máximo dele e correr atrás do “prejuízo”, mas eu não sabia que ele viria tão recheado assim! Uau!😛 Mesmo sendo um bom ano pra mim, eu duvidei de mim mesma, do que eu sou capaz de fazer e duvidei se um dia eu seria aquela menina de 2010. Descobri que posso estar me tornando uma versão mais bem trabalhada da versão 2010, posso dizer também que tenho mais arrependimentos pelos anos passados do que eu possa aguentar. Ainda não me conformo com o que me tornei antigamente, com o que me deixei ser… Como pode isso? Mas sei que tem um propósito, uma razão muito boa.

O que eu vivo e vivi esse ano são coisas que eu sempre quis fazer, que eu sempre quis ter alguém pra me acompanhar. E foi ai que descobri que não preciso (não agora) de alguém, mas sim da minha família e meus amigos, os quais me deram uma carga de sabedoria e experiências que eu nunca vou poder retribuir à altura.

É, mas 2015 não está sendo fácil em outros aspectos. Como por exemplo, será que escolhi o caminho certo? Será que vou me achar no final dessa jornada? Ou vou simplesmente completar essa jornada e começar outra totalmente diferente mais uma vez? Às vezes penso que encontrei o meu lugar ao sol, às vezes penso que estou tão perdida quanto no ano passado. Caramba como isso é chato! ¬¬” E fica pior quando você vê que as pessoas ao seu redor já estão nos seus caminhos e você estancada na estrada.

Seria tão mais simples se eu amasse tanto a programação de computadores como eu amo os bichos. Seria bem mais fácil. Sinto que as pessoas não tem um bom olhar sobre a pessoa/profissional que eu sou ou vou ser, sinto que elas olham pra mim e veem uma pessoa totalmente perdida no tempo, somente vagando entre uma área e outra e não ficando em nenhuma delas. Não sinto aquele orgulho vindo das pessoas quanto ao que eu escolhi estudar (talvez erroneamente), só comprovando mais uma vez que eu estou mais perdida do que nunca. Já estou prestes a completar 24 anos, já me acho velha pra começar um curso de 5 anos e talvez eu esteja ou talvez não. Queria ter uma bolinha de cristal só pra saber se eu vou encontrar o meu caminho e essa seria a única dúvida que eu desejaria sanar, porque isso me mata mais do que qualquer outra coisa.

Ufa! Acho que escrevi tudo que queria e cá estou eu de volta.

PaulinhaB.

Tchau, 2014!

Tchau, 2014!

Hoje é Natal, o ano está pertinho de acabar e eu aprendi muito esse ano. Aprendi tanto que nem sei por onde começar. O ano de 2014 foi o ano do aprendizado, das decepções, das superações e eu ainda não consigo processar a quantidade de decepções, porque eu fico pensando no quanto fui cega e muito ingênua. Mas eu sei que quebrei a cara desse jeito por um bom motivo, para aprender e nunca mais repetir esses erros (e pode ter certeza de que não vou repetir esses erros de novo).

Esse ano foi tão de um jeito que eu, romântica toda, acabei deixando de acreditar que aqueles contos de fadas podiam ser repetidos na vida real (não por completo, mas pelo menos o final feliz) e olha ai eu sendo ingênua!😛 Vou me despedir de 2014 com nojo de algumas pessoas, com desconfiança em outras e com muita bagagem de ensinamentos.

Vim perceber, tarde demais até, que minha família e os meus verdadeiros amigos são insubstituíveis, e que cada pessoa passa por nossas vidas pra ensinar alguma coisa. Li uma vez que: “Deus não te dá as pessoas que você quer, Ele te dá as pessoas que você precisa. Pra te ajudar, te machucar, te deixar, te amar e te fazer ser a pessoa que estava destinada a ser.”. Tem frase mais certeira do que essa? Tem não! Pelo menos pra mim.

Cada pessoa que passou na minha vida esse ano, seja para fazer o bem (ou tentar), seja para me machucar e pisar em mim, saibam que me fortaleceram, que me fizeram ser mais forte, mais certa de mim mesma e do que eu quero para minha vida. Acabei descobrindo que eu estava presa, numa espécie de transe, que me mantinha parada no tempo e que eu estava ficando para trás em todos os sentidos. E, graças a Deus, eu sai por mim mesma, venci por mim mesma, enxerguei por mim mesma e sem machucar tanto a quem eu amo. Trouxe alegria para mim e para quem me quer bem, e QUE ALEGRIA eu trouxe!

2014, daqui a 8 dias tu tá indo embora, mas saiba que, apesar de tudo, aproveitei muito tudo que tinha para me ensinar e eu aprendi. Obrigada! E que venha 2015 lindo e cheio de oportunidades!

 

Feeeliz Natal, gente! E um próspero Ano Novo!❤

10342940_4359677168275_533846021865944023_n

Futuro…

Futuro…

A palavra futuro é super assustadora, intimidadora. Desde que comecei esse curso técnico em estética, fiquei me perguntando se o meu futuro estaria nessa área e não na tecnologia (que, por sinal, gosto muito). Acabei me deparando com uma dúvida enorme… “Eu deveria trancar o meu curso de Sistemas de Informação e começar um curso na área da estética?”. Gente, isso me torturou durante muito tempo! Não é segredo pra ninguém que eu tenho uma certa dificuldade na matemática (nem consigo fazer conta de cabeça sem me “enbananar” toda) e quando entrei no curso técnico vi uma área em que eu me dou bem. Eu não entendia muito bem o porquê dessa dúvida, até o meu professor do curso técnico abrir meus olhos e me mostrar que eu poderia juntar as duas áreas em que me dou bem, e assim fazer um melhor uso delas. Isso é o que eu estou planejando fazer a partir de agora. Em dezembro termino o curso técnico e no ano que vem me dedicarei à SI.

Na área de SI, não tive aquele incentivo que me fizesse ir àquela faculdade todos os dias. Já na Estética, apesar da concorrência natural entre nós e os fisioterapeutas, temos o incentivo de procurar novos conhecimentos e praticar. Todo aluno deveria receber uma dose extra de motivação, algo que o fizesse olhar lá pra frente e querer que aquilo que ele tem hoje faça diferença. Eu já pedi para me ajudarem, para me ensinarem uma linguagem de programação (já que eu aprendo mais rápido, e facilmente, com alguém me explicando), mas foi a mesma coisa que pedir para uma pedra. Então, eu aprendi que somente eu posso me motivar, só eu posso ensinar a mim mesma uma linguagem de programação e um dia (se Deus quiser) todos irão se arrepender de terem me negado ajuda e vim com desculpas do tipo: “Tu passa mais tempo naquele curso técnico do que por aqui”, “Tu não tem tempo”, “Teu namorado não deixa”… Pqp, viu! Ninguém e nem nada vai impedir de ir buscar conhecimento. Mas tem nada não.😉

Procuram-se príncipes e princesas. Alguém os viu por aí?

Procuram-se príncipes e princesas. Alguém os viu por aí?

É de certeza que, quase toda garota, sonha ou sonhou em achar o seu príncipe. É provável que exista um príncipe para cada uma andando por ai, assim como podem existir princesas para cada garoto (se ele acreditar nisso, é difícil, mas vai saber, né?). Acredito que possa sim existir, mas acredito também que o príncipe não é como o da Aurora, o da Ariel, o da Cinderella, etc. Assim como, as princesas não são como as já citadas. Os príncipes e princesas dos contos de fada são perfeitos e muitas vezes nos perguntamos: “Por que eles não são reais?”. Nem sempre o perfeito é bom e ele nem existe, viu? Todo ser humano tem seus defeitos e qualidades, mas basta encontrar alguém que ame cada um deles e é ai que eles se tornam príncipes e princesas. Ai, entra aquela velha história de que cada um deve aceitar o outro como é, do jeitinho que foi feito, do jeitinho que foi mandando. Cada um acha o príncipe e a princesa que lhe foi “destinado” e é bom quando encontra, porque sabe que não tem mais que sofrer nas mãos de outros que não mereceram nenhum um pouquinho do que dedicou.

Seria bom, de vez em quando, cair nesses contos de fada e sonhar. Afinal, sonhar não paga, né? Temos todo o tempo do mundo para descobrir quem são nossas almas gêmeas e temos, também, um mundo todinho para desbravar. Então, vamos aproveitar! Vamos adquirir uma certa dose de diversidade, conhecimento, amor, amizade, e tudo que for permitido.

-PaulinhaB.

o-que-significa-sonhar-com-princesa

#NowPlaying: When I Was Your Man – Bruno Mars

#NowPlaying: When I Was Your Man – Bruno Mars

0118-586x389

A mesma cama, mas parece um pouco maior agora
Nossa canção no rádio, mas ela não soa como antes
Quando nossos amigos falam sobre você
Tudo o que isso faz é me arruinar

Porque meu coração se parte um pouco
Quando ouço o seu nome
E tudo soa como uh, uh, uh, uh, uh

Jovem demais, tolo demais para perceber
Que eu deveria ter lhe comprado flores e segurado sua mão
Deveria ter te dado as minhas horas quando tive a chance
Ter levado você a todas as festas
Porque tudo o que queria era dançar
Agora minha garota está dançando, mas está dançando
Com outro homem

Meu orgulho, meu ego
Minhas necessidades e meu jeito egoísta
Fizeram uma mulher boa e forte como você
Sair da minha vida
Agora nunca, nunca conseguirei limpar
A bagunça em que me meti
E dói sempre que fecho meus olhos
Tudo isso soa como uh, uh, uh, uh, uh

Jovem demais, tolo demais para perceber
Que eu deveria ter lhe comprado flores e segurado sua mão
Deveria ter te dado as minhas horas quando tive a chance
Ter levado você a todas as festas
Porque tudo o que queria era dançar
Agora minha garota está dançando, mas está dançando
Com outro homem

Apesar de doer
Serei o primeiro a dizer que eu estava errado
Oh, sei que provavelmente estou muito atrasado
Para tentar me desculpar pelos meus erros
Mas eu só quero que você saiba
Espero que ele lhe compre flores, que ele segure sua mão
Que lhe dê todas as suas horas quando tiver a chance
Que leve você a todas as festas porque eu me lembro
De quanto você amava dançar
Que faça todas as coisas que eu deveria ter feito
Quando eu era o seu homem

Que faça todas as coisas que eu deveria ter feito
Quando eu era o seu homem

“Eu não faço mais tanta questão, sabe? Se quiser ir, eu me dou o trabalho de te levar até a porta. E se quiser ficar, o sentimento persiste dentro de mim. Mas a escolha é tua, sempre foi. E eu vou me esforçar o máximo pra aceitar, porque entender é pedir muito pra alguém tão sentimental quanto eu. Não me interprete de forma errada, por favor. O meu amor é visível. Mas você tem o livre arbítrio. Repito, a escolha cabe exclusivamente a você. O que eu quero dizer é que permaneço aqui. Com ou sem você. A vida não é tão massacrante quando não se tem expectativas. Quando o médico corta o cordão umbilical, é a forma que a vida encontrou de nos dizer: pronto, agora é você por você.”

— Querido John.

“Esse negócio de sempre esperar a minha iniciativa me cansa. Qualquer dia desses você esperará por alguma mensagem minha que seja, e não receberá nada. Mandará uma perguntando: Acabou os créditos? E eu direi: Não, acabou a paciência.”

— Allax Garcia.